Conheça as vantagens e desvantagens do coworking

[:pt]

Dividir o espaço com outras empresas de diferentes segmentos pode ter vantagens que vão além da economia de recursos financeiros.

Group of Multiethnic Busy People Working in an Office Os sócios do Speedyboy, aplicativo que ajuda pessoas a encontrarem motoboys em São Paulo, enfrentaram algumas dificuldades quando decidiram iniciar suas operações.

Como a empresa é muito nova (foi fundada em meados de junho na capital paulista), eles encontraram resistência de imobiliárias na hora de alugar um espaço para acomodar os funcionários, e até na hora de comprar uma linha telefônica.

A solução encontrada por eles foi locar um espaço em um prédio que funciona no esquema de coworking, na zona sul de São Paulo. Lá, eles dividem espaço com outras empresas, de ramos que vão da publicidade à nutrição.

“A principal vantagem é a troca de experiências com pessoa de áreas tão diferentes. Além disso, contamos com uma infraestrutura completa, com mesa, cadeira, luz, internet de qualidade, e não precisamos nos preocupar com essas questões administrativas”, diz Cesar Augusto dos Santos, diretor de Operações da Speedyboy.

Para o consultor de gestão consultor em Gestão Marcelo Scharra, essas são mesmo as principais vantagens do sistema de coworking, que vem sendo usado principalmente por empresas que estão no começo ou por profissionais liberais que precisam de mobilidade e não podem trabalhar em casa.

“Se o empreendedor mora sozinho e tem disciplina, o home office pode ser uma boa opção. Mas, muitas vezes, ele não tem um ambiente favorável para trabalhar em casa, porque tem filhos, por exemplo, e nesse caso o coworking pode ser mais interessante”, diz Scharra.

A principal vantagem do sistema, na análise de Scharra, é mesmo a interação. “Numa sala dividida com outras empresas, o empreendedor consegue ampliar o networking, o que não acontece se ele fica em casa.”

Outro benefício, diz ele, é e flexibilidade de preços. Os escritórios de coworking oferecem planos mensais, diários, e até a possibilidade de se alugar apenas uma sala de reunião por um horário determinado.

Há, também, desvantagens. Scharra alerta que, em espaços assim, o empreendedor terá de aprender a lidar com pessoas ao seu lado, muitas vezes falando alto ao telefone, como se ele estivesse numa grande empresa.

Além disso, geralmente os espaços não oferecem vaga de estacionamento. Isso quer dizer que o empreendedor terá de desembolsar um valor considerável para parar o carro, porque eles geralmente estão localizados em endereços concorridos da cidade.

Fonte: www.sociedadedenegocios.com.br

[:en]

Dividir o espaço com outras empresas de diferentes segmentos pode ter vantagens que vão além da economia de recursos financeiros.

Group of Multiethnic Busy People Working in an Office Os sócios do Speedyboy, aplicativo que ajuda pessoas a encontrarem motoboys em São Paulo, enfrentaram algumas dificuldades quando decidiram iniciar suas operações.

Como a empresa é muito nova (foi fundada em meados de junho na capital paulista), eles encontraram resistência de imobiliárias na hora de alugar um espaço para acomodar os funcionários, e até na hora de comprar uma linha telefônica.

A solução encontrada por eles foi locar um espaço em um prédio que funciona no esquema de coworking, na zona sul de São Paulo. Lá, eles dividem espaço com outras empresas, de ramos que vão da publicidade à nutrição.

“A principal vantagem é a troca de experiências com pessoa de áreas tão diferentes. Além disso, contamos com uma infraestrutura completa, com mesa, cadeira, luz, internet de qualidade, e não precisamos nos preocupar com essas questões administrativas”, diz Cesar Augusto dos Santos, diretor de Operações da Speedyboy.

Para o consultor de gestão consultor em Gestão Marcelo Scharra, essas são mesmo as principais vantagens do sistema de coworking, que vem sendo usado principalmente por empresas que estão no começo ou por profissionais liberais que precisam de mobilidade e não podem trabalhar em casa.

“Se o empreendedor mora sozinho e tem disciplina, o home office pode ser uma boa opção. Mas, muitas vezes, ele não tem um ambiente favorável para trabalhar em casa, porque tem filhos, por exemplo, e nesse caso o coworking pode ser mais interessante”, diz Scharra.

A principal vantagem do sistema, na análise de Scharra, é mesmo a interação. “Numa sala dividida com outras empresas, o empreendedor consegue ampliar o networking, o que não acontece se ele fica em casa.”

Outro benefício, diz ele, é e flexibilidade de preços. Os escritórios de coworking oferecem planos mensais, diários, e até a possibilidade de se alugar apenas uma sala de reunião por um horário determinado.

Há, também, desvantagens. Scharra alerta que, em espaços assim, o empreendedor terá de aprender a lidar com pessoas ao seu lado, muitas vezes falando alto ao telefone, como se ele estivesse numa grande empresa.

Além disso, geralmente os espaços não oferecem vaga de estacionamento. Isso quer dizer que o empreendedor terá de desembolsar um valor considerável para parar o carro, porque eles geralmente estão localizados em endereços concorridos da cidade.

Fonte: www.sociedadedenegocios.com.br

[:]

Um comentário sobre “Conheça as vantagens e desvantagens do coworking

  • Olá estou interessada em alugar q sala de reuniões somente para o dia 11/11para até 20 pessoas. Será dado treinamento aos instaladores de motor para portão da marca Rossi. Faremos em dois períodos de manhã das 9 as12h e a tarde das 14 as  17h. Podem me informar se ha disponibilidade e qual o preço por favor. 

    Fico no aguardo do contato,

     

    josiane 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *